Uma nova forma de se relacionar com o seu lar

Em tempos de isolamento social, perceberam-se sinais de mudanças nos hábitos e costumes de toda a gente. Num olhar positivo, o segmento imobiliário poderá ser uma excelente oportunidade de se fazer presente numa retomada económica pós-pandemia e de contribuir para uma nova relação das pessoas com os seus – novos – lares.

É certeza de que estas novas mudanças irão refletir na relação das pessoas com os seus lares, o que deve gerar uma transformação acentuada no mercado imobiliário. O principal facto é a procura por espaços maiores e que possam-lhes oferecer pátio, como também nos prédios e/ou condomínios que possuam espaços para o lazer e a prática de desporto.

Um exemplo a tornar-se recorrente, é o de casais com 2 filhos a procurar por imóveis de tipologia T4, ou seja, fazendo com que um dos quartos possa tornar-se um escritório confortável e equipado para as atividades em Home Office ou, um quarto para receber hóspedes e familiares.

As primeiras mudanças poderão brevemente ser observadas, pois, especialistas em recursos humanos estimam que deve haver um aumento de aproximadamente 30% no número de profissionais a trabalhar a partir das suas casas.

O isolamento social também trouxe uma maior valorização dos momentos em família. Portanto, não será surpresa o acréscimo da procura por imóveis que possam vir a disponibilizar um dos quartos como sendo específico às visitas, de preferência com suites ou no mínimo que tenham 2 casas de banho.

Dentro desta nova perspetiva, crê-se que o movimento se dará inicialmente por reformados e também por profissionais que começarão a adotar o Home Office nas vossas rotinas laborais. É evidente que nos grandes centros urbanos há a facilidade de mobilidade e o acesso a várias atrações (culturais, gastronómicas, turísticas, etc), mas toda a gente começou a sentir falta de ambientes mais tranquilos e de maior contacto com a natureza.

Percebe-se então que um dos reflexos do isolamento social será o acréscimo pela procura de casas afastadas dos grandes centros urbanos e também a buscar por outras zonas que estejam situadas mais ao interior ou litorânea do país. Abre-se, portanto, a oportunidade de os negócios locais ganharem uma sobrevida na retomada pós COVID, como também o ganho em densidade de zonas antes pouco habitadas e que agora estarão a brilhar os olhos novamente.

As Câmaras Municipais destes Concelhos terão de planear e captar recursos com a finalidade de investir principalmente em infraestruturas como: comunicação, saneamento, espaços de lazer, transportes, etc. Vale ressaltar também que ao oferecer uma estrutura de qualidade, muitas empresas e companhias poderão ver com bons olhos o facto de abrirem filiais ou escritórios nestas zonas, aumentando consequentemente a oferta de empregos.

Com a possível repovoação destas zonas de baixa densidade, o sector imobiliário poderá oferecer a segurança necessária com boas ofertas nos seus portfólios, sendo assim o ponto de partida para que estas famílias possam encontrar os vossos lares e assumir uma nova forma de se viver.

A Achei o Lar é um Marketplace imobiliário de Portugal. A nossa missão é a de realizar um matching entre a procura orientada de imóveis com as melhores ofertas de imóveis. Achei o Lar – Ache o seu lar, sem procurar.

1 thought on “Uma nova forma de se relacionar com o seu lar”

  1. Pingback: A menor distância entre sonhar e realizar - Achei o Lar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *